Você está em:

TRIGO

TBIO MESTRE


TBIO MESTRE | 2012

Logotipo Biotrigo

 


Regiões de VCU

 (Valor de Cultivo e Uso) 

Indicado para cultivo nas regiões tritícolas: RS1, RS2, SC1, SC2, PR1, PR2, PR3, SP2, SP3, MS3, MS4, MG4, GO4, DF4

Qualidade Industrial


Classificação Trigo Pão/Melhorador
Força de Glúten (W médio) 320
Estabilidade (minutos) 16,7
Dureza do Grão DURO
Coloração do Grão VERMELHO
Peso de mil sementes (média em gramas) 35
Germinação na Espiga MR

Características Agronômicas


Ciclo MÉDIO
Altura média da planta MÉDIA/BAIXA
Espigamento MÉDIO
Maturação MÉDIO
Comportamento a geada na fase vegetativa MR/MS
Comportamento ao acamamento MR
Comportamento a debulha MR
Crestamento R/MR
  teste
Brusone
Ferrugem da Folha
Giberela
Manchas Foliares
Mosaico
Oídio
VNAC
Bacteriose

Destaques


 

  • Origem do nome Mestre: este trigo é "mestre" quando se trata em unir qualidade industrial com alto rendimento;
  • Trigo Pão/Melhorador;
  • Tem apresentado rendimento equivalente a Quartzo e TBIO Iguaçu com qualidade superior a ambos;
  • A qualidade e quantidade de proteína que produz facilitam o manejo para se obter elevados rendimentos com qualidade industrial desejada.

 

Sugestões de Cultivo


 

  • Densidade de população de plantas:
    • Para VCU 1 e VCU 2: 300 a 330 plantas finais/m²;
    • Para VCU 3 e VCU 4: 330 a 350 plantas finais/m²;
  • Tratar sementes com inseticidas sistêmicos para controle de Pulgões;
  • Doença alvo: Manchas foliares (fazer TS visando assepsia de sementes focando manchas foliares);
  • É dispensável o Manejo de N em pré-espigamento. Para genética de TBIO Mestre, as aplicações iniciais de N costumam ser suficientes para entregar elevado percentual de proteína e W adequado.

Unidade Principal


Rua Santos Dumont, nº: 21 | 85710-000
Fone: (46) 3563-8600
Santo Antônio do Sudoeste - Paraná